domingo, 18 de junho de 2017

Biblioteca Particular de Fernando Pessoa: acervo online hospedado na Casa Fernando Pessoa




A imagem acima, é da "Biblioteca pessoal do poeta Fernando Pessoa", que antes só era possível ter acesso visitando pessoalmente a CASA FERNANDO PESSOA, em Portugal. "Agora, todo esse acervo, constituído por 1140 volumes e pela coleção de manuscritos (ensaios e poemas) deixados pelo próprio poeta nas páginas desses livros passa a estar disponível online", no link abaixo:

BIBLIOTECA PARTICULAR DE FERNANDO PESSOAL

Conforme a Revista Prosa, Verso e Arte: "Este acesso à Biblioteca Particular de Fernando Pessoa foi possível graças a uma combinação de esforços da Casa Fernando Pessoa, de uma equipe internacional de investigadores e da Fundação Vodafone Portugal que acompanhou e apoiou a iniciativa".

sábado, 17 de junho de 2017

O que é criatividade? Belo vídeo sobre a importância da arte




O vídeo acima O que é criatividade? foi indicação via Facebook do colega e amigo Gilnei Coutinho, educador de Rio Grande (RS) Brasil.
Um vídeo que com imagens exuberantes e um texto poético, promove uma sensação de conforto a todos aqueles educadores, sejam pais ou professores, que são criativos e estimulam a criatividade de seus alunos e filhos.
Vídeo que trata do processo criativo e que destaca que a arte é maior que o mundo pois é ela que dá vida aos sonhos. Com mote de Khalil Gibran, promove uma reflexão sobre o próprio papel social do educador: "- Os vossos filhos/ não são vossos filhos:/ são filhos e filhas/ do chamamento da própria Vida./ Vêm por vosso meio/ mas não de vós;/ e apesar de estarem convosco,/ não vos pertencem". Assim também acontece com a arte. Depois de criado um trabalho e já não pertence ao autor, pois se torna independente e pertence à humanidade. E a arte, de fato, nos faz mais humildades diante da própria realidade do mundo em comunicação com o real reinventado pelo artista. Tornando o particular em universal. Para o artista, inspiração e respiração são quase sinônimos mesmo.
Muito interessante o termo "psiconauta", como o cosmonauta do universo criativo, pois nos teletransportamos para mundos diversos, com suas próprias leis e histórias. E como vídeo demonstra, há que termos humildade para respeitar os deuses, pois "Existe poesia em todo momento". E eu complementaria: "Existe arte em toda parte".
Um ótimo material, não apenas para ser usado pelos professores de artes, mas de história, filosofia, sociologia etc.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Filosofia na Educação: curso gratuito e online da USP, dirigido a educadores




O vídeo acima, trata-se do primeiro de um total de 28, do Curso online e gratuito FILOSOFIA NA EDUCAÇÃO, disponibilizado no You Tube pela Universidade Virtual do Estado de São Paulo, a Univesp, que é vinculada à USP - Universidade de São Paulo e que descobri no Twitter da colega e amiga Christiane Angelotti, que é editora de livros de literatura Infantojuvenil, de Educação e Publisher no site educativo Para Educar, de São Paulo (SP), Brasil.
Segundo a apresentação do mesmo, o curso tem como Objetivos da disciplina: "Oferecer aos participantes informações relativas a entendimentos do que seja Filosofia e relativas à relação entre Filosofia e Educação".
Conforme o Canal do Ensino: "O método do curso de Filosofia da Educação é o de Licenciatura, sendo o professor coordenador da disciplina o prof. Marco Antônio Lorieri. O objetivo da matéria é falar sobre a Filosofia e seu relacionamento estreito com a educação, além de trazer conhecimento base para aqueles que não possuem conhecimentos profundos sobre a filosofia".
Abaixo, o lista das 28 aulas que podem ser acessados pelo You Tube, através do canal de vídeo da UNIVESP:

Aulas 1 e 2– O que entender por Filosofia part.1 e 2
Aulas 3 e 4 – Relação Filosofia e Educação part. 1 e 2
Aulas 5 e 6 – A Filosofia que pensa a Educação part. 1 e 2
Aulas 7, 8, 9 e 10 – Antropologia filosófica e Educação part. 1, 2, 3 e 4
Aulas 11, 12, 13, e 14 – Teoria do Conhecimento e Educação part. 1, 2, 3 e 4
Aula 15 – O Ethos é a morada do homem
Aula 16 – Caráter reflexivo da ética
Aula 17 – Felicidade: O outro nome do bem comum
Aula 18 – Ética no contexto escolar
Aulas 19, 20, 21 e 22 – Política e educação part. 1, 2, 3 e 4
Aulas 23, 24,25 e 26 – Estética part. 1, 2, 3 e 4
Aula 27 – Retomada articulada dos conteúdos trabalhados nas aulas de…
Aula 28 – Retomada articulada dos conteúdos trabalhados nas aulas de…

sábado, 10 de junho de 2017

A ira de Poseidon: criativa animação sobre a poluição de plástico nos oceanos




O vídeo acima A ira de Poseidon, foi indicação via Facebook pela colega e amiga Marisa Barreto Pires, educadora de Rio Grande (RS), Brasil e trata-se de criativa e divertida animação produzida pela The Animation Workshop para conscientização sobre a poluição ambiental, atingindo os oceanos. Segundo dados: "A cada ano, 10 milhões de toneladas de plástico acabam no oceano". A mudança de comportamento é fundamental, e como diz a descrição do vídeo "Se não mudarmos o nosso comportamento, podemos acabar com mais plástico do que peixe no oceano".
O mais interessante é a linguagem visual adotada pela animação, em que o deus dos mares se revolta com a poluição e devolve ao consumidor na beira da praia, um jovem, usando os gestos desta geração. A linguagem verbal como a não-verbal, os clipes, as animações, as cenas de filmes etc, podem ser bons recursos didáticos para que as imagens transmitam uma mensagem de sensibilização para um projeto, atividade, uma campanha e outras coisas mais.
The Plastic Change promove campanha para combate à poluição de plástico, no endereço abaixo, contendo diversas cenas sobre essa problemática:
http://plasticchange.org/signup-pages/signup-overview/

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Amizade e colaboração: As soluções estão muitas vezes mais perto do que você imagina




O vídeo acima, que intitulo "As soluções estão muitas vezes mais perto do que você imagina", a partir da frase final do mesmo, foi me sugerido pelo colega e amigo Alexsandro Oliveira e trata de amizade e colaboração, que se aprende na escola, entre colegas e amigos.
Um vídeo que deixa subentendido que um dos meninos vem para a escola com o recipiente da merenda vazio, e sai de aula. Quando retorna, uma surpresa: cada um dos colegas compartilhou com ele um pouco da merenda trazida de casa.
Uma comovente mensagem de solidariedade, de desapego, de amizade e colaboração.
E de fato: as soluções para os problemas, muitas vezes estão mais próximas do que imaginamos quando compartilhamos com os outros, "nossas certezas que são provisórias e dúvidas que são permanentes", como me disse certa vez uma professora na pós-graduação.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Horta feita com Garrafas Pet e a irrigação automática (uma ideia sustentável)




O vídeo acima Horta com Garrafas Pet, descobri na página do facebook do colega e amigo Alexsandro Oliveira, educador de Rio Grande (RS) Brasil.
Trata-se de ideia sustentável, que de forma simples e criativa, favorecem a irrigação automática de uma pequena horta que pode ser criada em qualquer parte.
Um ótimo material para discutir sustentabilidade, reciclagem, meio ambiente e educação ambiental.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Inclusivos: a importância da arte e da cultura para a educação e a sociedade




O vídeo Incluyentes (Inclusivo), foi indicação via Facebook da colega e amiga Marisa Barreto Pires, educadora de Rio Grande (RS), Brasil e trata-se de ótimo material para refletir sobre a importância da arte e da cultura na sociedade.
Poesia, música, teatro, literatura e todas as manifestações artísticas e culturais e constroem uma pátria com ética e estética, pois a arte e a cultura "servem justamente para isso: para sensibilizar-nos, para fazer-nos mais compreensivos e inclusivos".
Talvez por isso mesmo que regimes autoritários, normalmente tentem restringir o acesso à arte e à cultura, criminalizando os artistas em geral.
Todo educador deveria ser um arte educador, pois a arte e cultura são linguagens universais que aproximam as gerações e as nações. E a atual geração é audiovisual e vale-se da arte e da cultura em seu cotidiano.
Um ótimo material para discutir o papel da arte e da cultura na educação e na sociedade com seu papel transformador.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

História de Amor: publicidade que parece curta-metragem alerta sobre perfis falsos na internet




O vídeo acima, Love Story (História de Amor), encontrei no Twitter do portal BluesBus e trata-se de contundente alerta sobre o preocupante perigo dos perfis falsos nas redes sociais, expondo crianças à pedofilia, ao abuso, ao bullying e muito mais.
O vídeo que já milhares de visualizações e que é uma produção de agência de publicidade para empresa de telefonia do México. Como se fosse um curta-metragem de ficção, o mesmo inicia com uma narrativa de dois adolescentes que se conhecem pelo ciberespaço e idealizam o seu par romântico, a cada troca de mensagem e da afinidade e identidade que vai se formando. Mas com uma grande surpresa ao final.
Cabe salientar que em algumas dessas situações, o final da história real é preocupante e requer que os educadores, sejam pais ou professores alertam seus filhos e alunos para essa triste realidade.

domingo, 16 de abril de 2017

Cartografia poética: o mapeamento da Europa através das mais expressivas obras de arte de cada país




A incrível imagem acima, que batizei de Cartografia poética, descobri via Twitter do jornal El País, da Espanha e trata-se de criativo mapeamento da Europa através das mais expressivas obras de arte de cada país, destacando mestres da pintura como Picasso (Espanha), Da Vinci (Itália), Monet (França), Munch (Noruega), Klimt (Áustria), Magritte (Bélgica) etc.
Uma iniciativa que pode inspirar algum projeto semelhante unindo professores de Geografia, História, Artes e outros mais, com seus alunos, para fazer algo semelhante no Brasil, não apenas na questão das artes plásticas, mas da música, do folclore, da cultura em geral, numa espécie de colagem e mapeamento artístico, histórico e cultural de cada sociedade.
Para saber mais sobre a ideia original, recomendo visita ao link da notícia no jornal, logo a seguir:

Obras de arte por países: el mapa de Europa con sus cuadros más famosos, via El País

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Mapeando o olhar: a Geografia poética dos mapas invertidos




O vídeo acima, que batizei de Mapeamento do Olhar, descobri no Twitter de ¯\_(ツ)_/¯‏ e trata-se de criativa animação em forma de GIF que une os mapas da América do Sul e da África, formando uma surpreendente cabeça de T-Rex, justo no berço da vida.
Uma beça ideia que resolvi fazer upload no You Tube para poder compartilhar em meu blog educacional como forma de refletir justamente sobre a poética do olhar as coisas além do seu sentido usual, tentando inverter este olhar para perceber outras possibilidades ao redor, seja na Geografia, na História, na Arte e em toda parte.



Quando compartilhei este vídeo e a imagem acima, do mapa do continente americano no Facebook, que lembra o formato de um imenso pato... (Donald?...), o colega e amigo Paulo Medeiros, educador de Currais Novos (RN) que reside e trabalha em Blumenau (SC), Brasil (que foi também meu orientando na especialização em Mídias na Educação), e que me indicou outros mapas, como do estado de Santa Catarina (SC), que lembra a silhueta da cabeça de uma mulher de pescoço longo e a de seu estado natal, o Rio Grande do Norte (RN) que colocada de cabeça para baixo parece um enorme elefante com tromba e tudo.





Como fotógrafo amador, vivo tirando fotos oblíquas, de pontos conhecidos das cidades em que visito e muitas vezes até moradores delas não reconhecem aquelas imagens, pois foge do lugar-comum, e provoca uma poética do olhar.
Este blog educacional e seu editor propõe a partir destas imagens e GIF um projeto a outros educadores, unindo arte, cultura, história, geografia, arte e muito mais, em pesquisas na internet, em visitas ás bibliotecas e em saídas de campo procurando captar imagens invertidas de outras coisas que possuam ser associadas ao conteúdo. Desafio feito, aguardando imagens para divulgação!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Biblioterapia: Clínicas em Portugal e no Brasil em que biblioterapeutas receitam livros aos pacientes




O vídeo acima Biblioterapia foi indicação via Facebook da colega e amiga Vera Guidi, arte educadora de São Paulo (SP) Brasil sobre a "terapia através dos livros orientada pela psicóloga e biblioterapeuta Cristiana Seixas".
Vera me indicou após eu ter divulgado no próprio Facebook, notícia do Nexo Jornal, que encontrei no Twitter da amiga Christiane Angelotti, de São Paulo (SP), sobre Clínica que em Portugal oferece atendimento com biblioterapeutas, que receitam livros para seus pacientes (vide link abaixo):

Como funciona a biblioterapia: uma tentativa de cura pela leitura

Todas as ações que envolvam livro e leitura são destacadas por este blog educacional, e esta bela iniciativa, pois como diz a citação introdutória do vídeo acima, de autoria de Marc-Alain Ouaknin: "Ler um texto é ler-se a si mesmo". O que dialoga com citação de Marcel Proust: "Todo o leitor é um leitor de si mesmo".
Segundo Cristina Seixas, biblioterapeuta trata a literatura como instrumento terapêutico em escolas, espaços culturais, hospitais, comunidades etc. Rodas de leitura são usadas com objetivo terapêutico. Para cristiana: "Não importa nessas rodas saber o que o autor quis dizer, mas o que o leitor entendeu".
De certa forma, toda leitura é uma terapia e uma autoajuda, ainda que nem tenha essa intenção, pela sabedoria, beleza, conhecimento que passa ao leitor. Uma biblioteca, um sebo ou uma livraria é como um pequeno universos paralelo em que quem ama os livros perde a noção do tempo e do espaço, como quem ingressa noutra dimensão. Livros e educação devem ser irmãos. Por uma pedagogia literária que incorpore a arte e a cultura no cotidiano escolar, pois bem disse Humberto Queiroz: "Ensinar não é apenas transmitir conhecimento, ensinar é acima de tudo: AMAR o que se faz".
Pensado a leitura também como propriedade terapêutica, recomendo o vídeo a seguir, que encontrei no You Tube, sobre "pesquisa realizada em 2012 pela bibliotecária do CETAD/UFBA - Centro de Estudos e Terapia do Abuso de Drogas, Ana Rita Andrade, concluiu que o hábito da leitura traz benefícios psicológicos a usuários de drogas, além de proporcionar a inclusão social dessas pessoas que na maioria das vezes se encontram em situação de exclusão. O processo de leitura também contribuiu para a externalização de sentimentos e reflexões, o que ajudou no controle do uso de drogas":



segunda-feira, 27 de março de 2017

Comunicação mutante: Lévy repensando educação e meios de comunicação em um contexto social e cultural




O vídeo acima Entrevista com o filósofo e professor francês Pierre Lévy, encontrei no Twitter de Christiane Angelotti, editora de livros de Literatura Infantojuvenil, de Educação em São Paulo (SP) Brasil e Publisher no site educativo Para Educar.
Trata-se de entrevista para o Jornal Futura (Canal Futura) com aquele que "foi um dos primeiros teóricos a analisar as interações entre internet e sociedade e defende que a educação do século 21 deve formar cidadãos que saibam utilizar criticamente as informações disponíveis na rede e a utilizem pelo bem coletivo".
Lévy fala de como a educação pode utilizar as novas ferramentas da comunicação na formação do indivíduo do século XXI, de como as pessoas precisam aprender a classificar os dados e como compartilhá-los. Também comenta a capacidade de utilizar todas as ferramentas, de redes sociais à memória na nuvem além de compreender o contexto social e o cultural em que está inserido.
Outra fala interessante de Lévy é sobre a mutação da comunicação (vide abaixo) por conta das transformações tecnológicas como a informática, o computador e estes interligados entre si, pois esta conexão promoveu um novo meio de comunicação entre as pessoas mundo afora.
Para o filósofo e professor, a Internet contém atualmente a memória da Humanidade, e de fato, se pensarmos os buscadores de conteúdos (Google, Bing etc) e os canais de vídeo (You Tube, Vimeo, Facebook etc), contém não apenas vídeos, textos, imagens, canções, filmes etc de acervos particulares mas um acervo digital coletivo em constante expansão; seja acervo de material do passado (museu digital) como do produzido no tempo presente. Algo que podemos tratar, conceitualmente como uma grande máquina do tempo, pois é possível encontrar quase tudo no ciberespaço, dependendo da pesquisa...



sábado, 25 de março de 2017

Praticante de parkour recria jogo de plataforma para a vida real (educação e tecnologia)




O vídeo acima Jason Paul Arcade Run - Freerunning in 8bit descobri via portal Somente Coisas Legais e trata-se de iniciativa de "Jason Paul, um praticante de parkour, [que] realizou o sonho de muito fanático por videogame. Ele se tornou o herói de um jogo de plataforma. Ao melhor estilo arcade, ele pula de um lado para o outro vencendo obstáculos e vilões".
Um vídeo para refletir sobre educação, tecnologia, jogos prática esportiva, educação física e muito mais, pois unem o universo dos jogos, das brincadeiras à sua simulação no mundo real.
Dá pra tratar com pais e filhos, professores e alunos sobre o avanço das tecnologias, comparando a inovação trazida pelos jogos e muito mais.
Recomendo também, do mesmo portal o link abaixo, com tema semelhante:

11 Jogos de videogame levados para a vida real

sexta-feira, 24 de março de 2017

Brincar com elementos da natureza: metodologia de Gandhy Piorski e a sua poética educacional


Brincar com os elementos da natureza from AIUÊ : produtora de conteúdo on Vimeo.



O vídeo acima, Brincar com os elementos da natureza, descobri via Twitter de Christiana Angelotti, editora de livros de Literatura Infantojuvenil, de Educação em São Paulo (SP), Brasil e Publisher no site educativo Para Educar.
Trata-se do Programa pelo direito de ser criança, que destaca a metodologia desenvolvida por Gandhy Piorski, especialista de Fortaleza (CE), Brasil que trabalha com os quatro elementos propostos por Bachelard: a terra, o ar, a água e o fogo. Uma poética metodologia valorizando o meio ambiente, as brincadeiras, o imaginário e a realidade local.
Um belo exemplo de como unir arte e cultura na educação.
Abaixo, recomendo o livro de Gandhy Piorski sobre suas experiências e vivências na Educação:

BRINQUEDOS DO CHÃO: A NATUREZA, O IMAGINÁRIO E O BRINCAR

A seguir, sinopse reproduzida do portal da Editora Peirópolis sobre o referido livro:

Este livro inaugura uma série que explora a imaginação do brincar e sua intimidade com os quatro elementos da natureza: terra, fogo, água e ar, e revela a voz livre e fluente da criança em sua trajetória de moldar a si própria, tão esquecida nos estudos sobre a infância.
Assim como o brinquedo, interessam ao autor, artista plástico, teólogo, pesquisador da infância e do imaginário, a brincadeira e seu universo simbólico; a experiência da criança quando, em comunhão com a natureza e em sua vivência transcendente, brinca e significa o mundo.
O primeiro volume é dedicado aos brinquedos da terra, que caracterizam, na produção material, gestual e narrativa da infância, a investigação da matéria e as operações da imaginação no forjar a elaboração e o enraizamento dos papéis sociais na casa, na família e no mundo.
O estudo desdobrou-se também em várias exposições de brinquedos colecionados ao longo dos anos, e seu corpo teórico vem repercutindo em diferentes espaços em que a criança é tema de interesse.

Gandhy sabe nos guiar aos labirintos destes caracóis-crianças que nos levam para dentro de nós mesmos a dialogar com a pedra, o barro, a chuva, o animal, o vento, a madeira, os trastes, os elementos, o minúsculo e, por conseguinte, o cósmico (ou mesmo, cosmogônico).”.
Marcos Ferreira-Santos, professor de mitologia e livre-docente da USP

Com o mesmo rigor da busca de um menino para matar sua curiosidade, Gandhy foi com maestria atrás da compreensão do universo infantil. Raras são as pesquisas dos saberes e imaginação da criança: só por isso este livro já é um presente.
Ana Lucia Villela, pedagoga, presidente do Instituto Alana

segunda-feira, 20 de março de 2017

Química Acessível: debatendo o ensino da química para cegos




A imagem acima é do blog QUÍMICA ACESSÍVEL, da professora Cristiana Passinato, do Rio de Janeiro (RJ) Brasil e como indica o subtítulo do mesmo, pretende "debater o ensino de química para cegos".
Uma ótima iniciativa que o Educa Tube Brasil divulga e apoia, pois além de envolver a questão da educação propriamente dita, é um blog que envolve a questão da acessibilidade, da inclusão, da audiodescrição e da educação especial, e por dirigir seu conteúdo a deficientes visuais.
Abaixo, link para o referido blog educacional:

QUÍMICA ACESSÍVEL: DEBATENDO O ENSINO DE QUÍMICA PARA CEGOS

O blog pode ser acompanhado também pelo Twitter e Facebook, conforme endereços a seguir:

https://twitter.com/quimicacessivel/
https://www.facebook.com/quimicacessivel/

No blog há também Entrevista com a audiodescritora Rosa Matsushita (sobre livros didáticos).
Rosa Matsushita é jornalista e audiodescritora especializada em tradução de imagens estáticas e dinâmicas em diversas mídias, como filmes, livros didáticos e paradidáticos, teatro, seminários, shows, missas, museus, exposições, fotos e casamentos.

domingo, 19 de março de 2017

"Nós queremos nossa infância de volta: Juntos, nós podemos ter esperança (6 anos de Guerra na Síria)




O vídeo acima UNICEF: seis anos de guerra na Síria, descobri no Twitter e trata-se de campanha do UNICEF, fundo das Nações Unidas para a criança e é uma comovente ação humanitária, mostrando Ansam, de 10 anos, e outras crianças sírias cantando e brincando entre os escombros das ruas e casas.
Uma campanha edificante, no seu duplo sentido, por defender o direito das crianças serem crianças e por uma metáfora sobre a reconstrução dos valores, dos prédios e da dignidade humana.
A letra de canção pede que alguém escute: "Nós queremos nossa infância de volta. Juntos, nós podemos ter esperança". Um grande exercício de resistência e resiliência em um cenário trágico, em ruínas, por causa de uma estúpida guerra. Todas as guerras são estúpidas, é verdade. Mas ver crianças, mulheres, idosos sofrerem com ataques a escolas, hospitais, casas é mais devastador ainda.
Diz a letra que "Com dor, medo e lágrimas, nós escrevemos esta canção". Mesmo assim, a esperança no futuro é a grande mensagem que fica por conta da imagem das próprias crianças, o futuro que representam. O Educa Tube Brasil divulga essa campanha em solidariedade às crianças e à população civil da Síria, vítima de um confronto desumano, torcendo para que essa triste realidade seja resolvida.
Além disso, como um blog educacional que valoriza a arte e a cultura local e universal, apesar da tristeza é inseparável o sentimento também de beleza, pela poesia da letra a força das imagens, a mensagem que o vídeo contém. A pipa voando no céu é outra imagem de liberdade apesar dos pesares...
Mais que isso, ver como certas ações desenvolvidas no vídeo podem ser replicada em escolas, usando a arte a cultura, como a música, a dança, a pintura, a poesia e muito mais. Crianças pintando carcaças de carros velhos e as paredes das casas destruídas usando pincel, giz, balões e baldes com tinta, causam um efeito visual incrível. Uma técnica que pode ser empregada para pintar o muro da escola e outras áreas abandonadas no entorno dela, em algum projeto de recuperação de espaços públicos, que possam ser usados pela coletividade, usando grafite etc.
Um vídeo para tratar de resistência e resiliência humana, e também sobre o poder de arte e da cultura, da educação e da sociedade organizada, exigindo que a dignidade humana seja a regra, jamais a exceção.
Para saber mais sobre a situação das crianças na Síria, segue abaixo link para o portal do UNICEF Brasil:

UNICEF: O fundo do poço: o sofrimento das crianças na Síria atinge o pior nível